quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Término de Curso de Extensão "Como enfrentar a indisciplina na escola"



Nesta terça-feira, dia 29 de novembro, encerramos o Curso "Como enfrentar a indisciplina na escola" compartilhando reflexões de aplicações práticas sobre os ensinamentos do curso!
Quero salientar que várias das dinâmicas que realizamos para refletir sobre normas, valores e regras no ambiente escolar passaram pela elaboração de dinâmicas artísticas, como a composição de letras de música, poesias, cartazes com desenhos, colagens e recortes, esquetes, etc.
O espaço garantido às manifestações artísticas, em suas diferentes formas, pode agir de modo interdisciplinar com o tema transversal ÉTICA dentro da sala de aula, cujos alunos, além de aprenderem valores como amizade, solidariedade, respeito mútuo, cooperação, etc., poderão estar colocando em prática a expressão de seus universos subjetivos e manifestações culturais.
Quero agradecer a participação de todas as meninas, que me ensinaram tantas coisas, compartilhando os dilemas cotidianos do espaço escolar e que, junto com as colegas, abordaram e refletiram sobre possíveis soluções, para melhorar a qualidade dos processos de ensino e aprendizagem e o desenvolvimento da conduta social das crianças e adolescentes.

MUSICALIZAÇÃO DE BEBÊS: UMA INVESTIGAÇÃO EM DIFERENTES CONTEXTOS - THALIS NECKEL MIGUEL


Na última sexta-feira, dia 25 de novembro, Thalis Neckel Miguel, por mim orientado, apresentou seu trabalho de Conclusão do Curso de Especialização "Música: ensino e expressão", da Universidade Feevale, para a banca composta por Paula Pecker e Ana Cláudia Specht.
Conforme eu já havia prometido, trago abaixo o resumo deste trabalho maravilhoso, que foi muito bem avaliado pelas colegas presentes na banca examinadora!

RESUMO: Esta pesquisa teve por objetivo trazer informações sobre as diferenças e semelhanças no trabalho de musicalização de bebês de 0 a 2 anos em diferentes contextos, com a finalidade de auxiliar professores na adaptação de atividades na mudança de ambiente escolar. Foi utilizada a metodologia de pesquisa participante, na qual o pesquisador interage e interfere com o seu objeto de estudo. Os dados para análise foram coletados através de filmagens de quatro aulas: duas em uma escola pública de educação infantil, com uma turma de berçário, e mais duas em uma escola particular de música, com duas turmas de musicalização de bebês. Com os acontecimentos da sala de aula registrados em texto, foi possível analisar o funcionamento das atividades e o efeito que elas provocam nos bebês. O trabalho foi dividido essencialmente em três capítulos: no primeiro, é apresentada uma revisão teórica sobre a gênese da construção do conhecimento musical do bebê; no segundo, são demonstrados exemplos de atividades de musicalização para bebês; já no terceiro, o autor analisa trechos descritivos das aulas filmadas nas duas escolas, de forma a apontar diferenças e semelhanças nos acontecimentos em sala de aula, e, por conseguinte, trazer reflexões acerca das possibilidades de trabalho com as mesmas atividades em diferentes espaços. Conclui-se que o professor deve ter a sensibilidade de perceber a melhor forma de aplicar a mesma atividade em ambientes diferentes, não importando exatamente o quanto a atividade deverá ser modificada, mas de que forma esta poderá ser trabalhada de forma satisfatória para alunos e professor, sempre visando um trabalho agradável e incentivador para a evolução de ambos.

Palavras-chave: Educação musical. Bebês. Escola pública de educação infantil. Escola particular de música. Adaptação de atividades.

Festival grito do Quero-quero



Pessoal, as inscrições para este festival se encerram no dia 7 de dezembro!
Maiores informações pelos fones (51) 98417874 OU 84304808
MAIL: gritodoqueroquero@22rt.org.br

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Banca de Trabalho de Conclusão de Curso de Thalis

Nesta sexta, dia 25 de novembro, meu orientando Thalis Neckel Miguel defenderá seu Trabalho de Conclusão de Curso de pós-graduação em "Música: Ensino e Expressão", na Universidade Feevale. Seu trabalho leva como título "Musicalização de bebês: uma investigação em diferentes contextos". Na banca examinadora, estarão presentes as Professoras Mestres, formadas pela UFRGS e orientadas por Esther Beyer, Paula Pecker, especialista na área de música para bebês, e Ana Cláudia Specht, educadora musical, cantora e preparadora vocal dos corais e do pós de música na Universidade Feevale, doutoranda em Educação pela UFRGS.
Logo trarei fotos deste momento especial e o resumo do TCC de Thalis para o blog.

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

VIII Congresso de Psicologia do Desenvolvimento - Nossa participação representada por Alexandre Herzog, meu bolsista de iniciação científica



Na semana passada, conforme as notícias blogadas por aqui, estive no Encontro Nacional da ABEM, em Vitória, apresentando a pesquisa que coordeno na FACCAT sobre a musicalização que acontece em Projetos Sociais do Vale do Paranhana. No iníco desta semana, Alexandre Herzog, meu bolsista de iniciação científica apresentou nossa pesquisa no VIII Congresso de Psicologia do Desenvolvimento que ocorreu em Brasília.



Vejam o depoimento de Alexandre sobre sua participação no Congresso:

"Com grande prazer participei do VIII Congresso de Psicologia do Desenvolvimento em Brasília, entre os dias 12 e 15 de novembro de 2011. Nesse evento, estiveram presentes diversos pesquisadores brasileiros e internacionais discutindo principalmente sobre o desenvolvimento humano e as questões que se atravessam nesse processo. No domingo pela manhã, às 10h 30, apresentei o trabalho sobre a pesquisa de musicalização em projetos sociais e em função de detalhes da organização do evento, não houve espaço para debate nessa sessão específica. Contudo, houve momentos de grandes trocas com profissionais da música e da psicologia, inclusive com professores alemães que estiveram presentes no congresso, os quais se impressionaram com a capacidade das comunidades brasileiras de se organizarem e se transformarem através da educação musical nos projetos sociais, conforme relatei a eles.
Em suma, foi uma inigualável experiência!!! Se pudesse, estaria lá ainda, hehehe, e também foi importante para pensar minhas questões de intervenção musical com famílias..."

domingo, 13 de novembro de 2011

Mais notícias sobre o XX Encontro Nacional da ABEM, em Vitória - Espírito Santo

O Congresso nacional da ABEM contou com a participação de mais de 1000 professores de todo país que compartilharam informações sobre Educação Musical em palestras, Oficinas, apresentação de Comunicação de Pesquisa e Sessão de apresentação de Pôsteres.

O tema deste ano foi "A Educação Musical no Brasil do Século XXI" e contou com o apoio do Governo do estado do Espírito Santo, da UFES, da FAMES e da Prefeitura Municipal de Vitória.

Na ocasião, também foi realizada reunião com todos os sócios da ABEM para eleger a Diretoria Nacional.
Nossos representantes continuam os mesmos durante mais dois anos:
Presidente: Dra. Magali Kleber
Vice-presidente: Dra. Jusamara Souza
1° Secretário: Dr Luis Ricardo Silva Queiroz
1ª Tesoureira: Dra. Cristiane Maria Galdino Almeida

Na ocasião também foi decidido que o Encontro Nacional será realizado de dois em dois anos, intercalado com Encontros Regionais.

Figuras importantes do cenário de Educação e Pesquisa de todo país se fizeram presentes.

Nas fotos abaixo, algumas interações durante a Oficina Coordenada pelas professoras Magali Kleber e Vânia Fialho.





As trocas entre os educadores musicais do Brasil inteiro não acontecem somente durante o Congresso. Talvez os momentos mais interessantes mesmo sejam os informais!! Abaixo, fotos dos meus colegas pesquisadores e professores na área, que servem de referência teórica para pensarmos numa Educação Musical cada vez mais significativa e, portanto, na implantação da lei 11.769, lei que obriga o ensino da música nas escolas de todo país, de modo qualificado.




sábado, 12 de novembro de 2011

XX Congresso anual da ABEM ( Associação Brasileira de Educação Musical) em Vitória - Espírito Santo.

Uma palhinha do que rolou na ABEM durante a oficina de Projetos Socioeducativos envolvendo música, escola e comunidade, coordenada pela Magali Kleber e Vania Fialho.



Logo postarei fotos e mais detalhes sobre este Congresso tão importante para os Educadores Musicais de todo país. No vídeo, um exercício de improviso em compasso quaternário, que marcamos com o Método de Ciavatta, "O passo". Aliás, Ciavatta estava por lá com sua maravilhosa oficina! Sempre bom rever colegas!!!

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Uma milonga original

Mas bah, tchê, olha a musicalidade destes gaudérios executando uma milonga prá lá de bem arranjada e original! Bem capaz que eu não iria blogar tanta criatividade!!!! Os caras só podem ser de Porto!